Conheça a linha do tempo da publicidade e veja o que vem por aí

Tempo de leitura: 3 minutos

Entre os historiadores existe bastante divergência quando se fala do surgimento da publicidade.

Enquanto alguns caracterizam como publicidade ações realizadas ainda no período antes de Cristo, outros somente o fazem para aquilo que passou a ser publicado em jornais e outras peças gráficas após o surgimento da imprensa.

Em meio a esse contexto, reunimos as principais referências da história da propaganda e desenvolvemos uma linha do tempo da publicidade. Confira!

Publicidade ao ar livre (2.000 a.C.)

Os primeiros registros de ações publicitárias que se tem conhecimento são do ano 2000 a.C., no Egito.

Os faraós mandavam seus súditos gravarem comunicados em editais presos a esculturas que eram dispostas ao ar livre em locais públicos.

Anúncios sonoros (750 a.C.)

Sabe os carros de som que costumamos ouvir pelas ruas da cidade? Ou aqueles locutores que permanecem em frente às lojas chamando para conferir as promoções e ofertas as pessoas que ali passam?

Esse tipo de anúncio sonoro teve surgimento na Grécia, por volta do ano 750 a.C., inventado por prostitutas que tocavam harpa e cantavam jingles para atrair clientes.

Anúncios impressos (1472)

O surgimento da prensa que possibilitava a impressão de folhetos em grande quantidade revolucionou a publicidade, assim como o jornalismo e outras formas de comunicação.

O primeiro anúncio impresso em larga escala foi um folheto produzido pela Igreja Católica, na Inglaterra, falando sobre um livro de orações que estava à venda na comunidade.

Outdoors (1835)

Os outdoors como conhecemos atualmente tiveram o seu surgimento por volta do ano de 1835, primeiramente nos Estados Unidos e em seguida em outros países.

No início, os outdoors eram utilizados para divulgar os primeiros automóveis produzidos e comercializados para a população.

Anúncios radiofônicos (1920)

A primeira rádio comercial do mundo surgiu no ano de 1920 na região de Pittsburg, fundada por Frank Conrad, fato que possibilitou a criação de anúncios radiofônicos nas modalidades de spot e jingle.

No Brasil, a primeira emissora de rádio inaugurada foi a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, em 1922. De propriedade de Edgar Roquette-Pinto, a rádio viabilizou que as empresas cariocas divulgassem seus produtos e serviços para os ouvintes. Atualmente a emissora pertence ao governo brasileiro e atende pelo nome de Rádio MEC.

Anúncios televisivos (1941)

A primeira emissora de TV surgiu em 1941, nos Estados Unidos e os anúncios nessa época iam ao ar principalmente antes das partidas de beisebol. Já as empresas brasileiras puderam veicular seus anúncios na TV somente em 1950, quando foi inaugurada a TV Tupi, primeira emissora de televisão do país.

Atualmente, apesar de já não ter a mesma força de décadas passadas, a TV ainda é muito utilizada para campanhas de grandes empresas.

Anúncios na internet (1994)

Com a internet se tornando popular para uso civil, e não apenas para militares, os publicitários passaram a utilizar desse meio para divulgar anúncios. Por volta de 1994, os primeiros anúncios pagos por clique surgiram no portal Yahoo!.

Nos anos seguintes a internet proporcionou um grande leque de opções para anúncios publicitários como AdWords, links patrocinados, publicidade em mídias sociais, marketing de conteúdo, vídeo marketing, entre outras modalidades.

Conhecer a linha do tempo da publicidade é importante para quem trabalha com propaganda e também para empresários que são anunciantes.

Além disso, também é essencial estar de olho nas tendências que estão por vir. Os anúncios em vídeo nas redes sociais, por exemplo, são formatos que estão em alta no momento.

Gostou de aprender sobre a linha do tempo da publicidade? Então compartilhe este post nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso ao conteúdo!